Spam – Você se sente incomodado ?

Vou escrever sobre um assunto polêmico, só espero não gerar mais polêmica!

Quando falo de SPAM, lembro daquela figura de veneno, da caveira na lata preta, de algo tóxico e que faz mal.

Os correios ficaram em greve até semana passada e eu estava achando uma maravilha o fato de não receber os montes de porcarias que normalmente recebo. Parando para refletir um pouco sobre o assunto, fiquei pensando sobre a quantidade de incômodo e de dinheiro que é gasto gerando algo que teoricamente é lixo.

Depois de pegar minha correspondência, dividi o que realmente importava do que pra mim era lixo:

O que importava ? Nada!

  • Oito contas para pagar – tenho acesso à todas elas pela internet;
  • Quatro mala diretas – Unibanco, Bradesco, American Express, MasterCard;
  • Um folheto para ficar sócio de um clube em Cotia;

Dando continuidade, resolvi acessar as duas contas de e-mail no qual mais faço uso. Ambas são controladas pelo Gmail e o resultado foi assustador:

  • Centro e dezessete mensagens, nas quais oito mensagens diziam respeito a mim e o resto, tudo spam. Isso somente em um dia de e-mails;

Treinei um pouco mais o algoritmo anti-spam da minha caixa postal e lá se vão mais alguns remetentes que teimam em ficar enviando itens que eu não peço, ou seja, SPAM !

Talvez eu esteja sendo um pouco chato, mas acho que eu deveria poder ter a escolha dos itens que eu recebo ou não recebo na minha casa, da mesma forma que faço pela internet. Vou começar a pesquisar algum projeto de lei que fale sobre o assunto, e você, leitor desse blog, pode postar algo caso conheça.

Lembro-me claramente da ampla propaganda do Bradesco, que aboliu o uso de papel dentro da empresa, trocando tudo por documentos eletrônicos, economizando milhares de árvores por ano. Com base nisso gostaria de convidá-lo para um cálculo maluco:

  • Um único pinheiro é capaz de produzir aproximadamente 320 quilos de papel*;
  • Mando pro lixo, em média, todo mês, cerca de dez quilos de papel, ou seja, cento e vinte quilos de papel por ano;
  • Levando em consideração que a população economicamente ativa no Brasil está na casa dos oitenta milhões de indivíduos, estaríamos nesse cenário jogando no lixo nove trilhões e seiscentos bilhões de quilos de papel por ano;
  • Cerca de vinte e oito porcento de todo papel produzido é reciclado, portanto, estaríamos realmente jogando no lixo cerca de seis trilhões de quilos de papel, ou em outras palavras, matando vinte milhões de árvores por ano;

Embora esteja fazendo um cálculo bem macro, tenho certeza que esse número é bem maior. Além disso, todos os números ali não foram inventados, são fontes que estão disponíveis pela internet, você mesmo pode achar pelo Google :)

Incrível, não ?

Não deixe de comentar.

Bookmarksbookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark

Popularity: 3%

4 Comments so far

  1. Leo on July 28th, 2008

    Realmente é impressionante, eu apelidei esse incômodo de “SPAM FÍSICO”. Tem menos de um ano que eu comecei a guardar malditas malas diretas do AMERICAN EXPRESS e do CITIBANK. É incrível acho que estou com 25 cartas somente da American Expres. É mais do que duas cartas por mês.

    Eu vi uma reportagem sobre um assunto que também nos incomoda aqui no Brasil, as malditas ligações de empresas de telemarketing. Nos EUA existe uma lista pública na qual você pode cadastrar seu telefone para não receber esse tipo de ligação e as essas empresas devem respeita-la. Aqui poderia existir essa mesma lista e também uma outra na qual você cadastra o seu endereço para não receber o maldito e anti-ecológico “SPAM FÍSICO”

    []‘s
    Leo

  2. Blog do Robson Dantas » Contrato do cartão de crédito – Você lê antes de adquirir ? on July 30th, 2008

    [...] continuidade ao post que escrevi sobre spam físico e spam virtual, decidi postar algumas informações importantes, para você, leitor do [...]

  3. henry cezario mello on July 31st, 2010

    nao quero espam

  4. Profeta Kurumim on March 27th, 2015

    Muito bem!!! O que issotem a ver com os SPAMS?

Vale Presente